Sagres-Vila Real

Numa terra com tantos encantos, com o mar calmo e uma temperatura tão aprazível como é constante no Algarve, não é difícil pormo-nos a sonhar como seria bom atravessá-lo de caiaque, dormir nas praias, pescar, recolher bivalves na areia e mergulhar para obter alimento.

Foi exactamente assim que aconteceu…decorria o ano de 2006.

Hoje são memórias gratas de tempos que procuro repetir, mas que na verdade são irrepetíveis.

Com uma equipa tão fantástica (composta por mim, pelo escultor e pintor Silvan Bongard e Rogério Calvário – companheiro de aventuras de todos os tempos) havia que tentar fazer a travessia da praia da Baleeira em Sagres até Vila Real de Santo António porque desde logo estaríamos votados ao sucesso.

Algures no verão desse ano fomos deixados com os caiaques e toda a panóplia de acessórios que achámos indispensáveis junto ao edifício do Salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos de Sagres. O primeiro desafio foi colocar todo o material nos caiaques… por fim descobrimos que ainda havia lugar para nós e empreendemos a viagem.

O dia estava solarengo, não havia bafo de vento e o Silvan estendia de imediato a sua linha de pesca para capturar a primeira refeição. A linha de Costa foi mudando as suas estruturas e composição, os seus recantos com grutas escavadas na rocha e nas enseadas fabulosas procurámos abrigo para a noite e obtivemos alimento, desde perceves, chocos, sargos e outros peixes que capturávamos, quer a mergulho quer à linha e em terra deliciámo-nos com amoras e figos que se encontravam nos terrenos agrícolas abandonados. Na maioria das vezes, as praias apresentavam-se desertas, longe do bulício dos grandes centros turísticos como Portimão e Albufeira, o que nos dava uma óptima sensação de isolamento. Muitos destes locais só os conheço por mar…jamais saberei como lá ir de carro. Na ausência de mapas ou de um estudo prévio sobre a zona costeira, apenas nos permitíamos adivinhar que praia seria aquela.

E quando demos por nós já metade do Algarve tinha sido percorrida. Depois de Albufeira desaparecem por completo as falésias e à nossa frente surgem os extensos areais da Ria Formosa.

Navegávamos com mar tranquilo pela manhã mas tudo mudava de tarde, quando o vento de Sul-Sueste provocava ondulação que nos dificultava a chegada às praias, sobretudo porque a quantidade de material que transportávamos nos caiaques tornava-os pesados, pouco manobráveis e não tínhamos vontade nenhuma de “capotar” e ter de recolher o material na rebentação.

Gostaria muito de descrever pormenorizadamente esta maravilhosa viagem, cheia de humor, companheirismo e aventura. De como navegámos de noite na Ria Formosa por entre os canais que desconhecíamos e de como por fim chegámos a bom porto apesar do Guadiana nos ter recebido na vazante, que foi um esforço suplementar antes do término da viagem. Resta o registo fotográfico, muitas memórias e a promessa de que irei repetir esta aventura.

Wild South

Where time goes at it’s own pace

Sagres – Vila Real

It  is so easy to fantasize crossing a charming country, with a calm sea and a pleasant temperature like the Algarve by kayak, sleeping on the beach, fishing, collecting bivalves from the sand and diving for food.

That was exactly what happened in 2006…

 Now I have amazing unrepeatable memories I´d like to do over again…

Set up with a fabulous team (sculptor & painter Silvan Bongard, my all time adventure companion Rogério Calvário & myself) we proposed to ourselves to cross over  from Baleeira Beach  to Vila Real Santo António, and as of the word go we were prompted to success!

Somewhere in the midst of summer we were stacked  with the kayaks and all of what we thought necessary accessories next to the Life Saving Institute in Sagres. The first challenge being to pack all the equipment into the kayak, finally we also managed to fit in and take upon our journey.

 It was a hot sunny day, not even a breeze, Silvan cast his line & bait to catch our first meal. Slowly the structure and composition  of the coastline changed, caves carved into the rocks, fabulous nook and creeks, we searched for shelter & got all kinds of food: barnacles, cuttlefish, bream and other species we caught by diving or line fishing, and on land we treated ourselves to mulberries and figs from abandoned farms.

Unlike the tourist centers with noisy beaches such as Portimão or Albufeira, we were privileged to be on deserted beaches. I only know how to get there by sea, by land… not a chance, and without maps or gps we´d only guess what beach we were on…

 Before we knew it, we´d done ½  of the Algarve, after Albufeira the cliffs gave way to endless dunes of the Ria Formosa.

A calm morning sea changed into a turbulent afternoon with high waves caused by a south-southeast wind, making it difficult to get to the beach, especially because the jam-packed kayaks were difficult to maneuver and we didn´t particularly feel like capsizing & recollecting the equipment in the breaking of the waves.

 I´d like to leave a detailed testimony of this amazing journey, filled with humour, companionship & adventure, of how we navigated by night up the Ria Formosa between the channels unknown to us and how at last we got to a good port, even though the Guadiana received us  on low tide, another effort before ending our journey! All that remains are photographic  prints, many memories and a promise that I´ll repeat this journey some day…

<script>
(function(i,s,o,g,r,a,m){i[‘GoogleAnalyticsObject’]=r;i[r]=i[r]||function(){
(i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o),
m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m)
})(window,document,’script’,’//www.google-analytics.com/analytics.js’,’ga’);

ga(‘create’, ‘UA-43712034-1’, ‘wordpress.com’);
ga(‘send’, ‘pageview’);

</script>

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s